Após empate eleitoral com Marcus Alexandre, prefeita Marilete Vitorino é escolhida presidente da Amac por critério de idade

Publicado em 27 de janeiro de 2017 às 18h:45

Por Mário Célio

Escalada de última hora para compor a chapa da oposição para a presidência da Associação dos Municípios do Acre, a prefeita de Tarauacá, Marilete Vitorino (PSD), foi escolhida para ser a presidente da entidade por critério de idade. Na eleição, houve empate de 11 a 11 entre ela e o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre Viana, do PT, até então presidente.

A escolha de Marilete teve como base o artigo 21 da Amac que diz: “Em caso de empate assumirá o candidato mais velho”.

O candidato da oposição seria o prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, do PMDB, mas, articuladores oposicionistas calcularam os votos nos bastidores e decidiram colocar como cabeça de chapa a prefeita tarauacaense pensando no empate e escolha pelo critério de idade.

Após o resultado do pleito, o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre Viana, foi o primeiro a falar. “A Amac é uma entidade dos prefeitos. A prefeitura de Rio Branco vai estar sempre à disposição”, disse.

Marilete Vitorino falou em parceria e afastou qualquer rivalidade. “Vamos precisar de ajuda de todos, da ajuda do senhor, prefeito Marcus Alexandre.”

Chapa 02
Presidente: Marilete Vitorino (PSD)
Vice: Ilderlei Cordeiro (PMDB)
Tanizio Sá (PMDB)
Chapa 1 (derrotada)
Presidente: Marcus Alexandre (PT)
Vice-presidente: Zezinho Barbary (PMDB)
Secretário: André Maia (PSD)

COMPARTILHAR