AS TRICAS E FUTRICAS DE FEIJÓ-“Secretário entrega o cargo por não aceitar ser considerado Zé Ruela”

Publicado em 18 de setembro de 2017 às 17h:34

Por Mário Célio

Corre de boca em boca, que um secretário da prefeitura teria entregue o cargo, por ser considerado Zé Ruela na administração. Ele vivia se queixando que suas reivindicações não tinham respaldo junto aos colegas e nem tão pouco do prefeito.

Pegou mal, as declarações do médico Dr. Baba em redes sociais, em proibir os funcionários pedirem doações de combustível para as ambulâncias do Hospital de Feijó. Sua posição além de ser radical compromete a gestão petista. O médico não se atentou, quando declarou que somente ele estava autorizado a pedir ajuda a terceiros. Suas afirmações deixam claro, que todas as denúncias veiculadas em meios de comunicações são legítimas. Depois de todas essas lambanças, quem poderá defende-lo? O Chapolin Colorado!

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Já estão futricando na cidade, que o novo secretário de obras da prefeitura aprendeu com facilidades as manhas de seu antecessor. Não se sabe e não me pergunte, se na metamorfose uma uva se transformaria em abacaxi, pois não estudei essa parte. Aprendi apenas que as lagartas se transformam em Borboletas.

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Quem avisa amigo é! Uma denúncia de um anônimo, prestes a parar no Ministério Público relata que um veículo pertencente a um Sindicato de Feijó, é visto constantemente a serviços particulares de um vereador e de alguns membros da diretoria. Se não for verdade, o Sindicato tem o direito de ampla defesa.

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Comenta-se que a câmara de vereadores de Feijó, vive momentos de sonolência. Ninguém sabe e ninguém viu, mais o pouco que se ouve falar, são ações isolados de alguns vereadores que divulgam por conta própria. Já que a atual gestão se ateve apenas, em usar, métodos do tempo da pedra lascada, quando na verdade estamos no século XXl, onde a comunicação cresce a todo vapor nas redes sociais.

O prefeito de Feijó, Kiefer precisa usar de sabedoria, para valorizar quem na verdade tem contribuído para melhorar sua gestão. Essa estória de querer agradar amigos não funciona. Principalmente aqueles, que pouco representam nas decisões políticas. Com esse modelo de gestão, os principais setores da administração tendem ficarem congestionados e comprometendo a maior parte do projeto político.

COMPARTILHAR