Brasileiros terão documento único a partir de julho

Foto: Reprodução

Sancionado pelo presidente Michel Temer no último dia 5 de fevereiro, o documento irá agregar o título de eleitor, CPF e certidões de nascimento e de casamento e será exibido na tela do celular.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no primeiro momento, cerca de dois mil servidores do TSE e do Ministério do Planejamento poderão fazer download do aplicativo do DNI que, posteriormente, será ampliado para uso dos demais servidores da Justiça Eleitoral e gradativamente para a população.

Somente poderá baixar o aplicativo e ter acesso digital ao DNI quem já fez o cadastramento biométrico na Justiça Eleitoral. Com informações DOL.