Eleição em Cruzeiro “o processo está do mesmo jeito, infelizmente”, lamenta advogado do PSDB

Publicado em 14 de dezembro de 2016 às 09h:01

Por Mário Célio

Faltando cinco dias para a diplomação do prefeito eleito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (PMDB), a justiça eleitoral ainda não divulgou a sentença da denúncia apresentada em desfavor de Ilderlei, onde ele foi acusado de crime eleitoral.

O advogado do PSDB, Paulo Fernandes, autor da ação que pede a cassação do diploma do prefeito eleito, lamentou que até agora a juíza que está á frente do processo, Adamarcia Machado, não tenha se manifestado se vai ou não acatar o pedido.

“O processo está do mesmo jeito, infelizmente”, lamentou Hernandes ao comentar o processo a pedido da reportagem do ac24horas.

O advogado impetrou ação contra o prefeito eleito a quem acusou de crime eleitoral e abuso de poder econômico.
Segundo a denúncia, durante a campanha eleitoral, Ilderlei e o atual prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, teriam oferecido dinheiro e outras vantagens para que candidatos do PSDB, apoiassem a chapa do PMDB.

Uma gravação onde supostamente Vagner oferece as vantagens para um candidato, foi anexada ao processo, mas a juíza solicitou uma perícia á Polícia Federal, que em ofício, informou não possuir condições técnicas para emitir o laudo no tempo exigido.

O temor do advogado tucano é que o prefeito eleito seja diplomado antes que a magistrada se manifeste, o que tornaria o pedido ainda mais difícil de ser analisado.

Compartilhar

Comente essa matéria