EM FEIJÓ: Inquérito é instaurado para apurar suposto uso indevido de verba em festival do açaí MP-AC investiga possível de recurso da Saúde para Festival do Açaí de 2011, ocorrido na cidade de Feijó. Prefeito da época nega ter havido o crime.

Publicado em 18 de julho de 2017 às 21h:16

Por Mário Célio

inquérito civil instaurado pelo Ministério Público (MP-AC) investiga o suposto uso de verba destinado à Saúde para a contratação de artista no Festival do Açaí de 2011, realizado no município de Feijó. A portaria foi assinada pelo promotor Ocimar da Silva Sales Júnior e publicada nesta segunda-feira (17) no Diário Eletrônico do órgão.

O inquérito, segundo o documento, é uma “continuidade da investigação extrajudicial para, em seguida, angariar os elementos mínimos necessários ao ajuizamento de ações cível e penal”. Se confirmados, os fatos “denotam desvio de finalidade da verba pública, podendo ensejar tanto improbidade administrativa quanto eventual processo criminal”.

O prefeito da época, Raimundo Ferreira, o “Dindin”, negou qualquer tipo de desvio de verba da Saúde para outra finalidade. Ele acrescentou que ainda não tomou nenhum conhecimento da investigação em relação ao festival realizado em 2011.

“Se foi usado recurso é porque montamos um posto de saúde para dar atendimento ao povo. Em todo festival que eu realizava, botava um posto com enfermeiro, médico, medicamentos, primeiros socorros e diárias para o pessoal em todas as noites. Por isso, competia à Saúde e não a outra verba”, afirmou.

G1 também entrou com a atual prefeitura de Feijó. No entanto, o vice-prefeito Claudio Braga disse que estava chegando à cidade e pediu para falar sobre o assunto na manhã da terça-feira (18).