EM FEIJÓ: Menor declara a justiça, ter fugido, porque estava sendo tratado como cachorro

Publicado em 16 de novembro de 2017 às 09h:00

Por Mário Célio

Em depoimento prestado à justiça de Feijó, na manhã de terça-feira, 14, o menor interno do município de Tarauacá, I. L. S. teria afirmado, as autoridades, que só fugiu, porque o tratamento dado a ele pela a instituição, era comparado a de um cachorro vira lata.

O menor relatou ainda que as condições de segurança do Centro Socioeducativo de Feijó, (CSE) facilita a fuga de qualquer interno, principalmente pelo o chapão que se encontrava aberto.

Ao relatar em depoimento de oitiva, o menor disse ao Juiz da Vara Criminal, Dr. Alex Oivane, que teriam simulado uma rebelião para intimidar os agentes e facilitar a fuga em massa.

COMPARTILHAR