Em Feijó: Parque do buriti virou campo de animais e comercialização de drogas

Publicado em 29 de maio de 2017 às 10h:24

Por Mário Célio

O tão sonhado parque do buriti, que na teoria teria sido arquitetado para passeios de pedestre e outras eventualidades, não condiz com a realidade.

Na prática não passa de uma área destinada a passeios de animais equino, mulas e asinino, além da presença constantes de viciados e comercializadores de drogas, principalmente no período noturno.

O reduzido números de policiais no comando do capitão Augusto, não supre a grande demanda de delinquentes que se organizam em forma de grupos para facilitar os ataques. Pelo visto a tendência, é piorar ainda mais a situação, por consequência do número de policiais que deverá se aposentar nos próximos anos.

Nas cidades mais evoluídas, as prefeituras criaram a guarda municipal para cuidar e zelar das áreas consideradas de grande valia. Cabe ao prefeito Kiefer Roberto tomar essa iniciativa, já que a lei, que ampara a criação da guarda municipal, foi aprovada e sancionada pelo o executivo, cabendo tão somente ao mandatário a sua criação.

Compartilhar

Comente essa matéria