Feijoense é morta asfixiada pelo ex-marido em hotel de Tarauacá

Publicado em 20 de novembro de 2017 às 15h:40

Por Mário Célio

A feijoense Maria Aparecida de Olinda Sousa, 38 anos, natural de Feijó, foi assassinada na noite de sábado (18) em um dos apartamentos do Novo Hotel, localizado no centro de Tarauacá.

A camareira do hotel a encontrou sem vida na manhã deste domingo e acionou a Policia Civil. Policiais foram até o local, constataram que se tratava de um possível homicídio e logo saíram à procura do principal suspeito.

O ex-companheiro de Aparecida, Raimundo Nonato de Araújo Souza, 51 anos, morador do Beco do Pires, Bairro Copacabana, foi preso no próprio bairro e confessou ser o autor do crime. Ele Contou que Aparecida estava tentando reatar a relação, que os dois tiveram durante uma boa temporada.

De acordo com o ex-marido, eles teriam se encontrados em clubes da cidade e combinaram que iriam para um quarto de hotel. Lá conversariam e possivelmente recomeçariam uma nova vida, fato que aconteceu.

Raimundo disse a polícia, que ao invés de amor, iniciaram mesmo, foi uma discussão muito forte ao ponto de travarem uma luta corporal dentro do quarto do hotel. Foi aí que asfixiou até a morte, usando um lençol da cama, que suspostamente serviria para uma noite de amor.

COMPARTILHAR