Indígena mata irmão com tiro por acidente e depois comete suicídio no interior do Acre, diz delegado

Publicado em 03 de maio de 2017 às 14h:44

Por Mário Célio

Dois irmãos indígenas da etnia Kaxinawá, de 30 e 43 anos, foram encontrados mortos na Aldeia Novo Recreio, área rural do município de Santa Rosa do Purus, distante 300 quilômetros de Rio Branco. Os dois tinham saído para caçar no último dia 27 de abril e foram achados no domingo (30). O caso foi divulgado nesta terça-feira (2) pela Polícia Civil.

Os irmãos estavam caçando, quando em um dado momento, eles se separaram e um deles acabou dando um tiro no outro pensando ser um animal. O indígena de 43 anos atirou acidentalmente no irmão, de 30, que morreu na hora, segundo a polícia.

O delegado responsável pelo caso, Marcos Frank, contou que, após o indígena ver que tinha baleado o irmão ficou em desespero e resolveu instalar uma armadilha com a própria espingarda e se matar.

“O que ficou vivo viu a situação e se matou com um tiro de espingarda. Os corpos deles ficaram na aldeia para serem enterrados nesta segunda (1º) lá mesmo. Um policial foi ao local para apurar o ocorrido e deve fazer um relatório”, informou o delegado.

Compartilhar

Comente essa matéria