Por determinação Judicial, Polícia militar de Feijó executará vistoria na pousada do menor

Em decisão proferida nesta terça-feira, 14, pela Justiça de Feijó, o juiz de direito da única vara criminal, Dr. Alex Oivane, expediu mandado determinando a polícia militar executar vistoria em todas as dependências do Centro Socioeducativo (CSE), do município de Feijó.

Em outra medida adotada na petição, o Juiz da vara criminal, fixa proibição a diretora afastada, Fernanda de Sousa Lima de exercer as atividades funcionais, além de não ter acesso ao portão de entrada da instituição, por desobediência a portaria expedida em 7 de novembro de 2017.

Segundo ainda o magistrado, todas as decisões inseridas na petição, são resultados de uma minuciosa apuração de procedimentos investigatório, que apontam uma séries de irregularidades no funcionamento, tornando o Centro Socioeducativo de Feijó fora de controle.

No entendimento da autoridade judiciária, os princípios de rebeliões na pousada do menor, as fugas em menos de duas semanas foram determinantes para que fossem adotadas as medidas de urgência por este juízo.

Por último a justiça constatou, em oitiva, que o menor I. L. S. teria fugido pelo chapão que se encontrava aberto e sem o devido reparo na grade do teto e ainda teria afirmado que não aguentava mais ser tratado como cachorro.