Prefeito Mêrla Albuquerque recebia gratificação irregular.

Publicado em 27 de dezembro de 2016 às 17h:18

Por Mário Célio

Consta na folha de pagamento 01/001 da Prefeitura Municipal de Feijó, um adicional de R$ 2.311,65, creditado de forma irregular em conta salário do Prefeito Mêrla Albuquerque do PT. Os valores recebidos pelo o atual gestor, como forma de gratificação, são considerados ilícitos, por não atender os preceitos constitucionais e a lei orgânica do Município.

Os pagamentos eram creditados em sua conta bancária juntamente com o salário de cada mês.  A equipe econômica do Chefe do Executivo Municipal anexou por vários meses valores indevidos na folha de pagamento do Prefeito Mêrla Albuquerque do PT. De acordo com as informações levantadas por nossa reportagem. O prefeito de Feijó recebia mensalmente a importância de R$ 14.234,85 e não R$ 11.923,20 como comentavam a maioria de seus aliados.

O tribunal de contas do Estado do Acre deverá nos próximos dias notificar o Prefeito de Feijó para que proceda a devolução aos cofres Públicos, dos valores recebidos indevidamente. E ainda responder por improbidade administrativa, por uso indevido do erário público.

 

COMPARTILHAR