Sintesac denuncia falta de segurança no Hospital de Brasiléia

Publicado em 04 de novembro de 2016 às 09h:19

Por Mário Célio

img_9698A Diretoria Provisória do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado do Acre (Sintesac) esteve na cidade de Brasileia nesta quinta-feira (3) para checar as falhas de segurança no Hospital Raimundo Chaar e ver como podem ser melhoradas as condições trabalho dos servidores.

No último fim de semana um paciente visivelmente alterado se desentendeu com a equipe de plantão, arrancou o equipo de soro do braço e saiu ameaçando as pessoas pelo corredores. Momentos depois o paciente voltou com uma arma de fogo carregada e somente não aconteceu uma tragédia pela intervenção de um enfermeiro e populares.

O presidente da comissão provisória do Sintesac, João Batista Ferreira dos Santos, revelou que foi constatado no local que existe uma grande falha na segurança, o que tem deixado os servidores profundamente amedrontados.

A enfermeira Ana Cláudia Amorim confirmou que os familiares do rapaz preso pela ameaça do fim de semana passado estiveram no hospital perguntando se o enfermeiro Ronaldo estava de plantão e também onde ficava a escala de servidores.

“O Comandante da PM se sensibilizou com a situação, mas o quadro é péssimo para os policiais. A PM está com sobrecarga de serviço e tem mais problemas no fim de semana e eles estão sem policiais”.

Compartilhar

Comente essa matéria