Vereadora é presa por desviar até papel higiênico de instituições sociais Na casa de Luciana Kubiaki (PSD) foram encontrados mais de 1 mil rolos de papel higiênico, 100 litros de detergente e 200 quilos de carne.

Publicado em 24 de janeiro de 2017 às 21h:47

Por Mário Célio

Uma vereadora foi presa no Rio Grande do Sul no caso que está ficando conhecido como escândalo do papel higiênico. Ela é suspeita de desviar toneladas de produtos comprados com dinheiro público para instituições sociais que atendem criancinhas.

Mais de 1 mil rolos de papel higiênico, 100 litros de detergente e 200 quilos de carne. E isso é só uma parte do que foi encontrada na casa da vereadora Luciana Kubiaki, do PSD, em Guaíba, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

“O que chamou a atenção, justamente, pelo fato de estar na residência uma quantidade grande, significativa de material de higiene, material de limpeza, material de escritório, inclusive brinquedos”, disse a delegada da Polícia Civil Sabrina Teixeira.

A polícia suspeita que o material tenha sido desviado da Secretaria de Assistência Social durante os oito anos em que Luciana comandou a pasta.

Entre os produtos apreendidos na casa da vereadora, tinham caixas cheias de materiais de escritório, identificadas por uma etiqueta que mostra que o destinatário era a Prefeitura Municipal de Guaíba. Foi através desta identificação que a polícia rastreou a origem do produto e chegou às empresas, que confirmaram que o comprador era mesmo o município de Guaíba.

A vereadora foi presa na tarde de segunda-feira (23).

 

 

Segundo a polícia, os produtos deveriam ser destinados a três instituições que cuidam de crianças e adolescentes em situação de risco.

“Constatamos que nessas casas de acolhimento havia falta de material, e, por exemplo, reclamando que há meses não comiam carne, pela falta de fornecimento da Secretaria da Assistência Social”, afirmou a delegada Sabrina Teixeira.

O advogado da vereadora disse que os produtos foram comprados por Luciana e o marido, que pretendiam reabrir uma pousada da família.

 

Comente essa matéria