Vereadores usam mandatos para barganhar cargos e vantagens pessoais

Publicado em 26 de janeiro de 2017 às 17h:08

Por Mário Célio

Poucos são os vereadores de Feijó, que disputaram as eleições municipais comprometidos com os interesses da população. O resultado dessa guerra declarada para ocupar as 13 vagas na Câmara Municipal de Feijó, se resume nas mais diversas modalidades de barganhas.O comprometimento desses parlamentares com a função legislativa viraram moedas de troca diante do poder executivo. Suas performances estão muito abaixo daquilo que chamamos de fiscal do povo.

A petição desses parlamentares por contratinhos na Prefeitura transformou-se em parasitas da administração municipal. Seus métodos chantagistas são capazes de tirar o sossego daqueles que foram eleitos na obrigação de administrar com transparência a coisa pública.

Se essa onda crescente não for cortada pela raiz, os Prefeitos que se elegerem terão pela frente sérios problemas de ordem financeiro e administrativa, além de responder por contratação ilegal nos órgãos fiscalizadores.

 

 

Compartilhar

Comente essa matéria