Violência no Interior do Acre, bandidos trocam tiros com a Polícia

Publicado em 19 de dezembro de 2016 às 09h:41

Por Mário Célio

A força policial do Acre teve muito trabalho durante o final de semana.

Dentre as ocorrências, duas aconteceram no interior do Estado, para onde a violência migrou nos últimos dias. Em Capixaba, distante 77 quilômetros da Capital, sábado, 17, à noite, um homem, identificado apenas como Erivan de Oliveira, supostamente residente em Rio Branco, foi executado a tiros, em um bairro periférico daquele município. Já em Porto Acre, a 92 quilômetros de Rio Branco, homens fortemente armados, que aterrorizavam os moradores daquela localidade, tocaram tiros com a polícia durante perseguição, e foram presos.

Capixaba

Logo no início da noite de sábado, um crime de execução foi registrada no município de Capixaba. De acordo com informações da polícia, o crime aconteceu no bairro Quixadá Amorim, periferia e região de grande incidência de tráfico de drogas.

dentro2-660x547-579x480

A vítima foi identificada pela Polícia Militar como Erivan de Oliveira, que residiria na Capital. a polícia, o executor estaria supostamente dentro do carro com a vítima, pois pelas marcas os tiros foram efetuados a curta distância.

Testemunhas contaram à polícia que apenas ouviram os disparos da arma de fogo, em seguida já encontraram o corpo dentro do carro. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas ao chegar ao local a vítima estava morta.

O local foi isolado para os trabalhos dos peritos. O cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Rio Branco para os devidos procedimentos. A polícia acredita que o crime tenha relação com o tráfico de drogas, pois dentro do carro foram encontrados tabletes de maconha.

Porto Acre

Homens fortemente armados, acusados de estarem provocando terror no município de Porto Acre, também sábado à noite, começou a trocar tiros com policiais militares ainda na Rodovia AC-10, em uma fuga em direção a Rio Branco.
Nesse momento, as guarnições presentes pediam reforços ao Ciosp, que enviou duas equipes do Bope e do Batalhão de Trânsito para tentar interceptar o bando, que fugia em um veículo de cor prata. O carro dos bandidos foi interceptado na altura do km 7, sentido Porto Acre/Rio Branco, no entanto conseguiu “furar” a primeira barreira.marginais

Em seguida, já no km 02, na entrada de Rio Branco, os bandidos não se intimidaram com as guarnições da Polícia Militar e partiram para o confronto. O veículo estaria em velocidade aproximada de 160km por hora e o motorista em nenhum momento reduziu a velocidade, mesmo diante da troca de tiros, até que perdeu a direção e saiu da pista. Foi apenas nesse momento que o grupo foi neutralizado e preso. Na troca de tiros um adolescente de 16 anos foi atingido com um tiro no braço, que transfixou e atingiu órgão internos, ele foi socorrido por uma equipe de suporte avançado (Samu) e encaminhado ao pronto-socorro de Rio Branco, onde foi submetido a uma cirurgia e não corre risco de morte.
Após muita luta, os militares conseguiram prender Mauricio Silva de Almeida, de 30 anos, Lucas Costa da Silva e Fábio Lopes Paula, ambos de 20 anos, além de apreender um adolescente que estava no grupo.carro

Em poder deles foram aprendidas três espingardas calibre 12, mais de 40 munições intactas, além de dois tabletes de maconha e um papelote de cocaína. O veículo onde fugiam foi atingido diversas vezes por tiros efetuados pela polícia na tentativa de fazer com que os criminosos se rendessem.

Os três presos foram encaminhados para a Delegacia Central de Flagrantes (Defla), onde não se negaram a esclarecer o que pretendiam fazer em Rio Branco e nem o que teria motivado o ataque no município de Porto Acre, que seria a tentativa de homicídio contra um morador da cidade.

COMPARTILHAR