Calote na saúde de Feijó: Médico lotado no Hospital, nunca prestou serviço na unidade

A Secretaria de Estado de Saúde, terá de esclarecer, os motivos da contratação do médico obstetra e ginecologista, Rodrigo Damasceno Catão, Ex-prefeito de Tarauacá para prestar atendimento no Hospital Geral de Feijó.

De acordo com o Diário Oficial do Estado, Rodrigo Damasceno, foi nomeado via decreto governamental, nº 2.369 de 8 de maio de 2015 para atuar na unidade de saúde de urgência e emergência na cidade de Feijoense.

Porém, não se sabe os motivos que tenha destinado o profissional para o município de Tarauacá, já que o mesmo foi efetivado através de concurso público em novembro de 2013 e homologado pelo o edital nº 039/SGA/SESACRE, de 1 de julho de 2014, com vagas para Feijó.

Apesar de sua contratação, não tenha nem uma ligação com a cidade vizinha de Tarauacá, o médico exercia a função de prefeito, e ainda se utilizava dos direitos contratuais da secretaria de saúde do Acre, sem qualquer atividade médica na cidade de Feijó

A trama vinha sendo mantida no mais absoluto sigilo, na unidade Hospitalar do estado para não interferir nas atividades dos profissionais médicos. A descoberta, só chegou ao conhecimento da população devido um memorando de nº 35 expedido em 2 de março 2107, solicitando sua transferência para, o município de Tarauacá.

Diante das irregularidades cometidas pelo o governo do estado existe, possibilidades de uma investigação por parte do ministério público do município, para que a população não venha ser lesada outra vez.