Corte de diárias no INSS prejudica avaliação dos benefícios em Feijó

Desde o mês de novembro do ano passado, a Agência do INSS de Feijó deixou de efetuar a avaliação dos benefícios assistenciais de portadores de deficiências. A medida tem causado preocupação e despesas aos pacientes que necessitam de avaliação médica.

Agora, os portadores de deficiências, que residem no município de Feijó, são obrigados a procurar atendimento na Agência do INSS de Tarauacá, mesmo com toda a dificuldade de locomoção, para obter a avaliação médica, e consequentemente, o benefício.

A denúncia foi encaminhada ao deputado Léo de Brito (PT-AC), com pedido de providências junto à Superintendência do INSSS, em Brasília.

Os beneficiários do INSS de Feijó alegam que a economia gerada com o corte da diária da assistente social é insignificante: apenas 60 reais diante dos gastos com locomoção das pessoas menos favorecidas pela sorte.