Delegacia de Feijó Registra 480 ocorrências no 1º semestre de 2017

A delegacia de polícia de Feijó, através do delegado Dr. Obetânio liberou nesta sexta-feira, (25) dados referente as ocorrências registradas durante o 1º semestre de 2017.

Cerca de 480 inquéritos foram instaurados na delegacia de polícia do município, de janeiro a agosto de 2017 para apurar centenas de crimes cometidos, envolvendo homens e mulheres, sendo a maioria dos crimes praticados por jovens.

Entre os números levantados, os furtos lideram as ocorrências, com 391 registros. As demais ficam por contas das receptações, roubos, lesão corporal, tentativa de homicídio e tráfico de drogas.

De acordo com o policial civil, Elves Gomes, se forem comparados, com o mesmo período de 2016 os números são assustadores, diante de uma população estimada de 35 mil habitantes.

Os indicadores que mais preocupa as autoridades civis e militares, estão relacionados com o tráfico de drogas e homicídios. Crimes que as investigações   polícias, apontam, como acerto de contas e comercialização de entorpecentes em disputa pela as facções criminosas.

Apesar dos parâmetros não sejam os melhores para a população de Feijó. A justiça judiciária, através do Juiz da vara criminal, Dr. Alex Oivane, promotora da unidade Ministerial, Juliana Barbosa Hoff, além do delegado de Polícia, Dr. Obetânio e o Comandante da Polícia Militar, Capitão Augusto, fazem um trabalho excepcional, com desmonte de bocas de fumos, quadrilhas desarticuladas e várias operações que resultaram em prisões de pessoas envolvidas em ações criminosas.

Para o delegado Dr. Obetânio as prisões realizadas na operação Erínias mostra claramente que as polícias vem trabalhando incansavelmente para conter a onda de violência e garantir que o cidadão do bem tenham seus direitos garantidos. Afirmou o Delegado.