Deracre agiliza licença ambiental para abertura da estrada Feijó/Envira

Se depender do Departamento de Estradas do Acre (Deracre), a estrada que vai ligar Feijó, no Acre, à Envira, no Amazonas, vai oferecer condições de tráfego ainda esse ano.

O diretor do órgão, Ítalo Medeiros, informou nesta segunda feira (29), que amanhã, o Deracre vai entrar com o pedido de licença ambiental junto ao Ibama para iniciar a abertura do trecho.

De acordo com o levantamento feito pela equipe de campo, serão 23 km de abertura e recuperação de outros 19 km onde atualmente, as condições são precárias.

Medeiros disse que o pedido segue acompanhado de um robusto relatório onde foram catalogadas todas as espécies de árvores que existem no trecho, e identificadas todas que serão suprimidas com a abertura da estrada.

O termo de responsabilidade técnica identifica todas as espécies encontradas no trecho. As árvores suprimidas, vão ser usadas para a construção das pequenas pontes necessárias para garantir o tráfego no trecho. Só estamos dependendo do licenciamento ambiental, porque os equipamentos já estão em Feijó, prontos para irem pro trecho¨, explicou o diretor.

Do lado amazonense são outros 60 km até a divisa com o Acre. Lá, segundo o governador do Amazonas, Wilson Lima, que esteve no último final de semana em Rio Branco, os trabalhos devem ser iniciados a partir de setembro.

A estrada é uma antiga reivindicação da população de Envira, que tem em Feijó, a principal base de abastecimento. Isolada de Manaus, a cidade amazonense está a 20 minutos de vôo de Feijó, e a cinco dias de barco nesse período do ano, quando o nível do rio dificulta a navegação.