Eleição para mesa da Assembleia deve ser por chapa única

A eleição para a composição da mesa da Assembleia Legislativa para o biênio 2019/2020 caminha para um consenso, com uma chapa única, contemplando todos os grupos políticos do Parlamento acreano. Nos últimos dias, após intensas conversas e reuniões, que se prolongam hoje por todo o dia, está sendo definida distribuição dos cargos, sem disputa em plenário.
Até agora, estão definidos os seguintes cargos: A presidência ficará com o deputado Nicolau Junior, do PP, a Primeira Secretaria, com o Deputado Luiz Gonzaga, do PSDB. A primeira vice-presidência caberá ao deputado Jenilson Lima, do  PC do B e a segunda vice-presidência ao deputado Jonas Lima, do PT. A segunda secretaria terá como titular a deputada Antônia Sales, do MDB a para a terceira secretaria será eleito Chico Viga, eleito pelo PHS. Oje ainda serão definidos os deputados que ocuparão a quarta e quinta secretaria da Assembleia, mas não deverá haver disputa para esses ou para qualquer cargo no plenário.

A eleição da mesa diretora da 15ª Legislatura ocorrerá amanhã, a partir das 10 horas, no plenário da Assembleia, com voto aberto, segundo lei aprovada há mais de 25 anos, proposta na época pelo então deputado estadual Marcio Bittar.

Algumas ações já se mostram como prioritárias para a próxima gestão da Assembleia. Deverá haver um redimensionamento da estrutura de cargos e pessoal, para se adequar às necessidades orçamentárias. O número de cargos comissionados, tanto na sede do Poder Legislativo quanto na capital e no interior deve ser readequada. Também deve ser revista e cancelada a lei complementar 352, de 24 de outubro de 2018, que concentrava as verbas de gabinete em caixa único na Assembleia. Esta é uma das medidas indicadas por quase a totalidade dos deputados, em nome da Independência e da representatividade política.