Eliminação da Alemanha amplia ‘maldição’ das últimas campeãs mundiais

A França, campeã em casa em 1998, caiu na fase de grupos em 2002. O mesmo aconteceu com a Itália, vencedora em 2006, na edição de 2010. A Espanha, que ficou com a taça na África do Sul, não passou da priemira fase em 2014. Agora, foi a vez da Alemanha, dona do título no Brasil, ir embora cedo na edição seguinte ao título

Nunca os alemães haviam caído na primeira fase de grupos da Copa, apesar de em 1938, quando a competição era em formato de mata-mata desde o começo, eles terem sido eliminados pela Suíça no segundo jogo, após empate no primeiro.

A derrota desta quarta deixou a Alemanha com apenas três pontos, atrás de Suécia e México, que se classificaram com seis e vão enfrentar quem passar do grupo G, do Brasil. Já a Coreia do Sul, também com três pontos, ficou em terceiro, vencendo os alemães no saldo de gols.

A queda precoce também aumenta a “maldição” recente dos campeões: nas últimas cinco Copas, quatro vezes o detentor do título caiu na primeira fase (França em 2002, Itália em 2010, Espanha em 2014 e agora Alemanha em 2018). A exceção foi o Brasil em 2006, que chegou às quartas de final.