EM FEIJÓ: Grupo de vereadores protocolam representação no Ministério Público, questionado proterição do governo no combate ao mosquito da dengue

Em virtude do crescimento de casos de dengue no município de Feijó, inclusive com o registro de três mortes provocadas pela doença, um grupo de três vereadores, protocolaram representação no Ministério Público do município questionando o governo do Acre, pela omissão no combate ao mosquito da dengue.

Os vereadores Mauro Defeson (PT), Raimundo Albuquerque (MDB) e Rosaldo Reis (PP) acusam o governador acreano de não cumprir com acordo firmado em uma reunião realizada no dia 25 de Outubro no auditório do CEDUP. De acordo com o grupo, o governo, através Departamento de Vigilância Ambiental e Controle de Endemias, assumiram compromisso de enviar para o município de Feijó, até o final de outubro, um carro fumacê para auxiliar no plano de contingência e fortalecer as ações de controle e combate ao mosquito da Dengue.

Com o plano em ação, mais devido a omissão do governo; Os vereadores, resolveram procurar informações acerca da demora do carro fumacê para ajudar no combate ao mosquito Aedes aegypti, junto a diretora do setor de epidemias de Feijó, a senhora sena.

Diante dos relatos da diretora, que o setor de vigilância estadual estaria protelando o envio desse veículo e ainda atrapalhando o cumprimento do planejamento que a secretaria de Saúde Municipal traçou para combater a DENGUE em nossa cidade, fomos ao Ministério público protocolar uma ação contra a vigilância estadual que está descumprindo o que garantiram para o município de Feijó, contribuindo dessa forma para o avanço dessa terrível doença que vem afetando e deixando os moradores assustados e temerosos a cada dia que passa. “Afirmações dos vereadores em redes sociais”