EM FEIJÓ: Uma final emocionante marcou o encerramento do 2º encontro de campeões de Rodeio.

A noite de domingo (10) foi agitada na cidade de Feijó, devido à grande final do 2º encontro de campeões de Rodeio. Milhares de pessoas lotaram a arena para ver de perto o espetáculo.
A competição, que teve início na quinta feira (07), com 40 peões, passou pelas montarias classificatórias, até selecionar os 10 melhores para a grande final. No domingo, outra seleção foi realizada, e dos dez peões semifinalistas, apenas os cinco mais bem pontuados disputaram o primeiro lugar.

Antes de iniciar a última etapa do Rodeio, o prefeito Kiefer Roberto agradeceu à organização do evento, desejou boa sorte aos competidores e reforçou o apoio da Prefeitura à realização do evento. “Esta é uma Festa familiar. A participação da Administração é para proporcionar o entretenimento das famílias do município”, disse Kiefer.

O vencedor da etapa final foi o peão Getúlio Rufino, da cidade de Sena Madureira, que conseguiu ficar os oito segundos em cima do touro, somando os pontos suficiente para conquistar o primeiro lugar. Os touros foram sorteados, e ele conseguiu pegar o animal que desejou. Para ele, o resultado veio graças a sua fé. “Foi uma sensação incrível. ”

O expectador Marcio de Sousa, veio com a namorada prestigiar a final do rodeio. Para ele, que acompanhou as outras etapas do circuito, a disputa acirrada entre os peões de Feijó e Sena Madureira foi a principal atração da noite. “Hoje a disputa está muito apertada. Os peões são muito bons, por isso as lutas se tornam mais intensas.

Depois da emocionante final, o locutor Rafael da cidade de São Paulo contou que espera voltar a Feijó com sua equipe no ano que vem e, caso a ideia se concretize, a proposta é trazer algo novo e diferente. “Uma das nossas preocupações, principalmente nos eventos que a gente realiza, é todo ano fazer algo diferente. Nossa expectativa é trazer outros números, outras aberturas. Nós queremos fazer a nossa história aqui na cidade de Feijó. O público é caloroso, não dá vontade de ir embora mais! ”