EM FEIJÓ: Vereadores criam polêmica para aprovar projeto de lei e o ano letivo será prejudico

Depois de muita polêmica e várias discussões, os vereadores da câmara municipal de Feijó, em sessão ordinária realizada na última terça-feira (27), aprovaram o projeto de lei 01 de 2018, que autoriza a contratação temporária de pessoal para atender à necessidade excecional interesse público das secretarias municipais de Educação e Saúde, nos termo do artigo 37, inciso IX, da constituição federal.

De acordo com o artigo 2º do projeto de lei, os cargos disponibilizados para as contratações, são “Professor da zona rural e urbana. Professor do programa asas da florestaria; Professor EJA; Cuidador infantil; Merendeira; Auxiliar de secretaria para zona rural; Monitor para zona rural; Motorista de ônibus; Técnico em analise clínica e Biomédico”Diante da situação impostas pelos opositores ao prefeito de Feijó, Kiefer Roberto, na câmara municipal, o início do ano letivo ficará totalmente prejudicado e afetará não só nas férias de meio, e final de ano, mais no planejamento elaborado para atividades de escolares na zona rural e urbana do município.