Filha de Feijoense, Kátia Rejane de Araújo é empossada como procuradora-geral de Justiça

A posse da procuradora de Justiça Kátia Rejane de Araújo Rodrigues no cargo de procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) será nesta quinta-feira, 25, a partir das 18h, no Teatro Plácido de Castro, em Rio Branco.
Em sessão solene do Colégio de Procuradores de Justiça também tomarão posse o procurador Celso Jerônimo de Souza como corregedor-geral, e os procuradores Sammy Barbosa Lopes, Álvaro Luiz Pereira e Carlos Roberto da Silva Maia como membros do Conselho Superior.
Eleita para o biênio 2018/2020, a atual corregedora-geral do MPAC foi candidata única e obvete 95% de aprovação. A escolha aconteceu no dia 30 de novembro.
Kátia Rejane de Araújo Rodrigues 
É natural de Rio Branco (Ac), graduada em Agronomia (1988) e Direito (1992) pela Universidade Federal do Acre (Ufac). Ingressou como promotora de Justiça substituta do Ministério Público do Estado do Acre no ano de 1996, quando atuou na Promotoria de Justiça de Xapuri.
No ano seguinte foi designada para a Promotoria da Infância e Juventude, em Rio Branco. No ano de 2002, atuou, cumulativamente, nas Comarcas de Brasileia, Epitaciolândia e Assis Brasil.
Como resultado de sua atuação em defesa da criança e do adolescente, foi escolhida coordenadora estadual da Associação Brasileira de Magistrados e Promotores de Justiça da Infância e Juventude (ABMP) e coordenadora do Fórum Nacional de Coordenadores de Infância e Juventude (FONCAIJ).
Kátia Rejane foi promovida a procuradora de Justiça em 2011, assumindo no mesmo ano a Procuradoria Geral para Assuntos Administrativos e Institucionais, na gestão do procurador-geral de Justiça Sammy Barbosa (2010- 2011).
Ocupou cumulativamente os cargos de procuradora-geral adjunta para Assuntos Jurídicos e procuradora-geral adjunta para Assuntos Administrativos e Institucionais, na gestão da procuradora-geral de Justiça Patrícia de Amorim Rêgo (2012-2013), sendo eleita nesse mesmo biênio para compor o Conselho Superior do MPAC.
Foi eleita corregedora-geral do MPAC no ano de 2014, tendo exercido dois mandatos consecutivos.