Governo vai antecipar para abril pagamento de 50% do 13º de aposentados

O Ministério da Economia criou um grupo de monitoramento dos impactos econômicos da pandemia de coronavírus e, após a primeira reunião, realizada nesta quinta-feira (12), anunciou uma série de medidas para mitigar os efeitos da covid-19.

As primeiras providências que serão adotadas, segundo a pasta, são voltadas para a parcela mais vulnerável à doença — notadamente os idosos. O governo vai antecipar para abril o pagamento de 50% do 13º salário de aposentados e pensionistas do INSS, medida que deve injetar R$ 23 bilhões na economia. Também vai suspender por 120 dias a prova de vida dos beneficiários do INSS. Procedimento no qual o aposentado precisa se apresentar fisicamente nas unidades do instituto.

A pasta também vai propor ao Conselho Nacional da Previdência Social a redução do teto dos juros do empréstimo consignado e ampliação do prazo de operações, e vai propor ao Congresso a ampliação da margem consignável — ainda sem definição de para quanto. O secretário da Previdência, Bruno Bianco, afirmou que, a princípio, as alterações no consignado deve ficar restrtitas aos aposentados e pensionistas