INSS já recebeu cerca de 6 mil pedidos de Seguro Defeso no AC e espera chegar a quase 9 mil

Requerimento para receber o benefício pode ser feito até o próximo dia 15 de março. No ano passado, seguro foi pago a cerca de 8,8 mil pescadores do estado

Cerca de seis mil requerimentos já foram entregues ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) por pescadores acreanos para receber o Seguro Defeso este ano.

O período para fazer o requerimento para receber o benefício foi aberto no dia 15 de novembro do ano passado e vai até o próximo dia 15 de março. Quem não fizer o pedido neste prazo, não vai poder receber o seguro.

O Seguro Defeso é um benefício concedido pelo governo federal aos pescadores profissionais durante o período de reprodução das espécies de peixe, quando a pesca é proibida. O valor corresponde a um salário mínimo, que é pago pelo período de quatro meses.

Para receber o auxílio do governo, os pescadores precisam entregar o requerimento para as colônias de pescadores onde estão cadastrados e estas que vão repassar a documentação do pedido, por meio digital, ao INSS.

O gerente executivo do INSS no Acre, Carlos José informou que no ano passado cerca de 8,8 mil pescadores receberam o benefício. Por isso, este ano a previsão é que fique nessa mesma média ou até pode chegar a 9 mil beneficiados.

“Eles já são cadastrados, já são vinculados à colônia de pescadores e agora fazem esse requerimento que encerra no dia 15 de março. Antigamente, eram em torno de 23 mil e, após avaliação e recadastramento, ficou realmente só quem é pescador mesmo. Esse requerimento é feito de forma on-line, eles fazem o requerimento via colônia de pescador. Nós fizemos um acordo de cooperação técnica com eles, treinamos as pessoas indicadas pelas colônias para poder receber esses requerimentos e colocar na base do INSS”, afirmou o gerente.

Logo após o requerimento ser entregue ao INSS, se a documentação estiver toda dentro do padrão, o benefício é liberado em até três dias. Caso haja alguma pendência no cadastro, o pescador é chamado até a sede do INSS para levar a documentação e assim o pedido ser liberado.