Ministério da Saúde prorroga inscrições para o Mais Médicos até 7 de dezembro

BRASÍLIA – O Ministério da Saúde prorrogou a  inscrição ao programa Mais Médicos até o dia 7 de dezembro, o prazo se encerraria neste domingo. A extensão  ocorreu em razão de instabilidade no sistema que, segundo o ministério, foi causada  por “ataques cibernéticos” identificados desde o primeiro dia de inscrição.

Até as 17h, foram registradas 11.429 inscrições de médicos brasileiros. Desse total, 5.212  foram efetivadas e 3.648 profissionais escolheram o município de atuação, segundo informou a pasta. Os médicos já selecionados podem se apresentar a partir desta sexta-feira nos municípios.

“Com esta medida, vamos suprir a ausência do médico cubano com o médico com CRM o mais rápido possível, por isso, vamos possibilitar que o médico que quiser, se apresente ao posto de trabalho imediatamente e já atender esta parcela da população”, afirmou o ministro da Saúde, Gilberto Occhi.

De acordo com o edital, são 8.517 vagas para atuação em 2.824 municípios e 34 distritos indígenas que antes eram ocupadas por médicos cubanos.Desde de ontem, os profissionais que querem se inscrever enfrentam problemas com a instabilidade no acesso à página do Mais Médicos. Sobre o problema, o ministério informou que está tomando providências e “já  identificou a maior parcela dos robôs e máquinas programadas que estão promovendo os ataques à página” do programa.

Após esse primeiro edital,  o Ministério da Saúde lançará uma nova seleção com os postos não preenchidos. Essa segunda chamada será para profissionais formados no exterior sem diploma revalidado no Brasil — caso dos cubanos. Se eles estiverem em situação regular no Brasil, poderão inclusive se candidatar. Não há empecilho para médico de nenhuma nacionalidade, desde que esteja no país de forma legal. Os candidatos terão que apresentar 17 documentos para disputar as vagas.