Novo Juiz da comarca de Feijó diz que agilidade no processo é direito humano

Em entrevista à reportagem do portal de notícias, Feijó24horas, nesta terça –feira, 15, o novo Juiz, que responde pelas as varas Civil e Criminal da comarca de Feijó, Marcos Rafael, disse que o seu objetivo diante do Judiciário, é de trabalhar com agilidade, dando andamento aos processos da melhor maneira possível e com maior qualidade.

Ele ressaltou a importância de uma justiça eficiente e celebre para garantir a confiabilidade da população. “Estamos buscando toda gentileza possíveis da instituições para realizações de mutirões em processos da previdência, considerados em maior número, peticionados na Vara Civil.”

O Magistrado tem aproveitado o recesso forense para agilizar e julgar os processos de maior repercussão e clamor em meio a sociedade feijoense.

Segundo o magistrado, falta de estrutura no Judiciário como redução de quadro de pessoal não pode servir de justificativa para prolongar o processo judicial. “O Estado quando traz pra si a obrigação de distribuir justiça ele tem obrigação de administrar a Justiça nesse prazo [razoável]. É o que demonstra o grau de civilidade dos povos; ou seja, o processo tem início, meio e fim”, defende.