Quatro suspeitos são presos por envolvimento em assassinato do Doutor Baba em Feijó

Quatro suspeitos foram presos na madrugada deste domingo (28) por envolvimento no assassinato do médico da família, Doutor Baba, de 49 ano, morto com tiro de escopeta na parte esquerda do tórax, ao chegar em sua residência, no projeto Envira.

O tiro que matou o médico atingiu além dos órgãos vitais do corpo, perfurou o pulmão, atravessando o sistema axial parte do centro do pulmão em direção à periferia. Se a superfície da membrana alveolar de um pulmão fosse estendida como um tapete, ele teria o tamanho de uma quadra de tênis, por volta de 130 m­­2. A extensão dos vasos sanguíneos em contato com essa membrana é um pouco menor, 115 m2 mais ou menos. O mais impressionante, porém, é que essa área inteira é “lavada” por somente 200 ml de sangue. Portanto, para recobri-la por inteiro, a camada de sangue em contato com a membrana tem de ser muito fina. Tão fina que, nesses vasos, passa um glóbulo vermelho por vez, algo que não ocorre nos demais órgãos do corpo.“O delegado de polícia civil, Dr. Samuel, designando para atuar no caso, disse a reportagem do site de notícias Feijó24horas, que os suspeitos do assassinato do profissional de saúde, estão presos e as informações ainda são sigilosas para não atrapalhar o percurso das investigações. De acordo com outros relatos, os criminosos receberam suporte de Lucas oliveira, que dirigia um corsa preto, supostamente de propriedade de seu cunhado.

“Pelas as marcas existente na parte frontal e nas mãos do médico, as evidências indicam para uma luta corporal, entre o Baba e o principal suspeito do assassinato. De acordo com os primeiros indícios, os criminosos teriam ido à casa do médico, Para furtar uma arma de fogo, de valor avantajado, mantida em poder da vítima. Nossa reportagem trabalha de forma cautelosa e aguarda no decorrer do dia, informações mais detalhado e oficial sobre o caso.