Quilo do açaí no Acre ganha bônus de 20,63% do governo federal

O governo federal divulgou neste fim de semana a lista de produtos contemplados em março pelo Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF) com o açaí do Acre recebendo bônus de 20,63% no preço médio de R$1,27 pago pelo mercado ao quilo do produto. Com isso, o governo garante R$1,60 no quilo do açaí comercializado no Estado do Acre neste mês de abril. No mês passado o açaí também foi bonificado.

 

Os cultivos que tiveram queda no preço de mercado terão descontos no momento de amortização ou liquidação do crédito obtido junto ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). O desconto concedido é correspondente à diferença entre o preço de mercado e o de garantia.

Ao todo, entraram na lista 11 produtos. Além do açaí estão inclusos o arroz em casca natural, babaçu (amêndoa), borracha natural cultivada, cacau (amêndoa), castanha de caju, feijão caupi, leite, maracujá, mel e raiz de mandioca. Para os agricultores que têm operações de investimento sem um produto principal, há uma cesta. Nesses casos, os descontos são calculados por meio de uma média ponderada do feijão, leite, mandioca e milho.

Os bônus para algumas culturas chegam a 68,95%, como é o caso do feijão caupi para os agricultores do Tocantins.