Vereador Jarude diz que prefere votar num cachorro do que no PT

O vereador de Rio Branco, Emerson Jarude (Sem Partido), provocou gargalhadas nas galerias da Câmara de Rio Branco, hoje (4), ao dizer que preferia votar num cachorro do que no Partido dos Trabalhadores (PT).

A frase ocorreu em respostas às críticas do vereador Rodrigo Forneck (PT) que teria citado Jarude como um dos eleitores de Bolsonaro. “Meu voto é no João Amoêdo. Mas, não descarto votar no Bolsonaro se houver segundo turno. Entre PT e Bolsonaro, fico com o Bolsonaro. Se for um cachorro disputar com o PT, eu voto no cachorro”, disparou e justificou; “PT acabou com o nosso país”.

Sobre a postura e o episódio envolvendo o presidenciável Jair Bolsonaro em sua passagem pelo Acre ao incitar possível apologia à violência, o vereador sem partido disse que “nunca foi favorável a nenhum tipo de violência”. Ele também disse que o PT costuma usar sempre de dois pesos e duas medidas em pautas polêmicas.

“Eu vi vídeos de Boulos invadindo, com violência, terras de fazendeiros. Não vi Rodrigo Forneck repudiando isso. Eu vi o senador Jorge Viana incentivar Lula a desacatar o Juiz Sérgio Moro, mas não vi Rodrigo Forneck para falar alguma coisa. Eu vi o Ciro Gomes dizer que receberia o Juiz Sérgio Moro na bala, e não vi Rodrigo Forneck fazer críticas sobre isso. Então não venha com mimimi. São dois pesos, duas medidas”, rebateu e finalizou sua participação “Vamos acabar com o vitimismo que o PT gosta de fazer. Mais que na prática, faz outra coisa bem diferente”