A ambulância do Hospital de Feijó virou chuveiro ambulante

Publicado em 13 de janeiro de 2017 às 16h:09

Por Mário Célio

Os motoristas: Francisco Chagas Viana e Eraldo Paiva denunciam as péssimas condições de funcionamento da unidade de Serviço de atendimento móvel de urgência (SAMU).

Segundo eles, a única ambulância que está à disposição da unidade Hospitalar de Feijó, não oferece as mínimas condições para socorrer alguém em época invernosa.

Eles afirmam que a precariedade do veículo se transforma ao meio de uma metamorfose, embora na ciência fosse impossível que as ambulâncias se transformassem em chuveiros. Outro fato lamentável narrado pelo os motoristas se refere às duas ambulâncias que foram levadas para serem revisada e nunca mais retornaram as suas atividades em Feijó.

 

COMPARTILHAR