Descaso no Hospital Geral de Feijó deixa a população temerosa

Publicado em 09 de dezembro de 2016 às 00h:17

Por Mário Célio

A maioria dos problemas notados dentro do Hospital Geral de Feijó se tornou o principal foco para quem é obrigado a procurar a única unidade de saúde do estado em nosso Município. As causas dos descasos não se devem atribuir aos profissionais de saúde, por não ser de suas responsabilidades o abastecimento.

deputado-rainundinho

Na opinião de alguns pacientes, ouvidos por nossa reportagem se percebem perfeitamente ser, intolerável o sistema de Saúde como está. E para complicar ainda mais O Governador Tião Viana do PT, reduziu em R$ 33,8 milhões o orçamento da Saúde para 2017. Dificultando ainda mais a vida do povo do interior.postos_feijo_tjac_fev13_02

Nossa equipe de reportagem foi ao hospital Geral de Feijó e constataram diversos leitos vazios, caracterizando existir, as mínimas de condições de o paciente ser mantido internado. No momento da visita o senhor Raimundo do Nascimento, morador do bairro bela vista, afirmou ao repórter do Feijó 24 horas, que seu filho passou alguns dias internado, mais a maioria dos medicamentos foram adquiridos por seus familiares em farmácias do Município.

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Outro fator que obriga a população ficar indignada é a falta de parcerias dos dois órgãos de Saúde, Estadual e Municipal. Suas prioridades não eram capazes de está direcionadas aos conceitos e os desejos da população. Sempre foram programadas para se tornarem disputas pessoais sem qualquer intenção de amor ao próximo. Diante de tantos obstáculos, o Poder Legislativo Municipal, formou por diversas vezes comissões de vereadores para reivindicar junto ao Governo do Estado as necessidades do Hospital Geral de Feijó.

Compartilhar

Comente essa matéria