Justiça sequestra 13 propriedades rural de Jackson Marinheiro em Feijó

Publicado em 04 de setembro de 2017 às 19h:29

Por Mário Célio

A segunda fase da Operação Midas desencadeada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Acre (MPAC), em parceria com a Policia Civil e Tribunal de Contas, trouxe para olho do furacão mais uma vez o ex-diretor da Emurb, Jackson Marinheiro, apontado como o chefão de um esquema criminoso que visava saquear os cofres da empresa, que passou a ser comandada por ele a partir de 2011 e teve seu termino em 2016.

Entre os bens que estão sob responsabilidade da justiça, além dos valores contidos em conta corrente e poupança, a justiça sequestrou ainda no município de Feijó, em nome de Jackson Marinheiro treze propriedades rural, localizadas nas principais estradas vicinais que compõe a malha viária do município.

Confira a lista de bens sequestrados pela justiça em nome de Jackson Marinheiro em Feijó.

  1. -Fazenda nova Esperança-área de terra encravada no seringal Timbaúba, antigo seringal Porto Alegre, localizada na BR 364 KM 10, sentido Feijó/Manoel Urbano
  2. -Fazenda Paraiso, situada no projeto Berlim Recreio, Ramal do Limoeiro, no município de Feijó.
  3. -Fazenda Vista Alegre, Estrada Assis de Vasconcelos Ramal dos Pintos
  4. -Colônia Vista Alegre
  5. -Colônia Alto Alegre
  6. -Colônia Itapuã
  7. -Colônia Demora
  8. -Colônia Dois Irmãos
  9. -Colônia Nova Sorte
  10. -Colônia Alegria
  11. -Colônia da Zenaide
  12. -Lote de Terra Rural-Envira II-Ramal São Sebastião
  13. -Área de Terra Rural- As margens da BR 364, lado esquerdo, Sentido Feijó/Manoel Urbano
COMPARTILHAR