Prefeitura de Feijó terá até dia 26 de maio para apresentar cronograma de ações do lixão

Publicado em 19 de maio de 2017 às 19h:30

Por Mário Célio

Para acompanhar o cumprimento da lei, o MPAC criou o programa Cidade Saneadas, coordenado pelo Centro de Apoio Operacional de Defesa do Meio Ambiente (CAOP-MAHU). Equipes do CAO-MAHU, do Núcleo de Apoio Técnico (NAT) e das promotorias dos municípios realizaram vistorias nos lixões para verificar as situações dos mesmos e fiscalizar o cumprimento da lei.

Medidas

Os resultados foram apresentados durante as reuniões com os representantes dos municípios, onde foram discutidos os pontos críticos, problemas detectados, melhorias iniciadas e comparações com outros locais. Para sanar os problemas encontrados, foram apresentadas 30 medidas de remediação. As propostas incluem a implantação da coleta seletiva, logística reversa de pneus, cercamento dos lixões com vigilância e sistema de compostagem.

Em Feijó, a reunião ocorreu na manhã desta sexta-feira h (19), com a presença do promotor de Justiça Ocimar da Silva Sales Junior, da chefe do CAO-MAHU, Vângela Lima, de servidores do NAT, do prefeito em exercício Claudio Braga, dos vereadores Raimundo Albuquerque e Rocenildo dos Reis, do presidente da Câmara de Vereadores, José Cleomar Gomes, além de secretários municipais e servidores da Prefeitura.

Ficou acertado o prazo até o dia 26 de maio de 2017 para apresentação do cronograma de ações a serem adotadas pela prefeitura de Feijó. Além disso, foi acordado que nos próximos 25 dias o cercamento será a primeira ação realizada.

 

COMPARTILHAR