Sem piedade: Após briga seringueiro mata mulher com tiro na cabeça

Publicado em 14 de novembro de 2016 às 10h:13

Por Mário Célio

Francisca das Chagas Nogueira, de 18 anos, foi morta com um tiro na cabeça na noite de sábado (12), no seringal Moema, no Jordão, interior do Acre.

De acordo com a Polícia Militar, o seringueiro Francisco dos Santos, de 30 anos, marido da vítima, confessou o crime, mas disse que o tiro foi acidental.

A polícia acredita que um desentendimento entre o casal tenha motivado o crime e não acredita em tiro acidental, como afirmou o acusado.

“Ele conta que foi matar uma nambu (ave da região amazônica) e que o tiro pegou na mulher acidentalmente. Mas, é impossível acreditar nisso porque a mulher levou o tiro na acima da orelha”, conta o subtenente da Polícia Militar do município, Raimundo Fortunato.

Santos foi preso em flagrante na manhã de domingo (13) e aguarda as medidas judiciais na delegacia do Jordão. A família do acusado não quis se posicionar sobre o caso. Apenas confirmou que os dois estavam juntos há dois anos e que Santos deve pagar pelo crime que cometeu.

COMPARTILHAR