EM FEIJÓ: Estudante incendeia escola na zona rural por ter sido chamado atenção

Agentes da polícia civil de Feijó, sob o comando do delegado Obetânio dos Santos, prenderam na tarde de sábado, 21, os envolvidos no incêndio da Escola Vicente Brito de Sousa, localizada no ramal Antônio Simplício.

De acordo com informações colhidas pela polícia, os estudantes, Carlos da Luz Ribeiro de 19 anos e o menor S.R. S. 14 anos, confessaram serem os autores do incêndio do estabelecimento de ensino da zona rural, na madrugada do dia 21.

Diante de um interrogatório, o menor disse a polícia, que tocaram fogo no estabelecimento de ensino, por terem sidos chamados atenção pelo professor, após chegarem a escola atrasados e bastante suados, vindos de uma tradicional pelada de futebol.

O incêndio ocasionou destruição total da escola, inclusive, material didático, computadores, além dos cem alunos que ficarão sem estudar, por falta de espaço para acomodá-los.