Grupo do Palhaço Tenorino se apresenta em Feijó

A difusão da arte em diferentes locais e espaço. Foi com essa proposta que o Grupo do Palhaço Tenorino (GPT) se apresentou neste fim de semana, na praça dos três poderes no município de Feijó, com duas peças teatrais, “A Menina e o Palhaço” e o “Livro da Alegria”. Os espetáculos estão sendo realizados por meio do projeto Jamaxi Cultural, em parceira com o governo federal e a Fundação Elias Mansour (FEM).

O ator Dinho Gonçalves comentou que o artista quer apresentar o trabalho dele. “O que produzimos deve ser mostrado e visto – uma troca entre o artista e a plateia. É muito bom fazer teatro na cidade, mas é melhor fazer no interior do Estado, talvez por ser mais intenso, talvez pelo impacto que isso tudo pode gerar entre as pessoas. Para mim, enquanto artista é algo maior, isso não desmerecendo o público da capital”.

Ele também salientou sobre a felicidade de se apresentar para um público que nunca assistiu a um espetáculo teatral. Avalio de forma positiva essa interiorização da arte, pois é mais que necessário, é urgente e importante para toda sociedade” finalizou.

O Livro da Alegria

A peça encanta crianças e adultos ao apresentar a magia do circo sem o uso da palavra, é dirigida pela atriz e arte-educadora Marília Bonfim, com produção de Dinho Gonçalves. Malabarista, mágico, domadora de leão, bailarina e palhaço! Esses artistas circenses decidem registrar seus ofícios em um livro e, quando uma criança o encontra, você nem imagina o que pode acontecer.